quarta-feira, 30 de dezembro de 2009

Maracaípe - PE (novembro 2009)

me recuso a escrever clichés de fim de ano por mais que muitos estejam presentes aqui neste ser patético como qualquer outro ser humano
será que ninguém, nem as forças ocultas querem conspirar a meu favor pra eu passar essa época chata menos pior?

quando a tristeza começa a virar saudades mesmo que eu não lembro mais?


segunda-feira, 30 de novembro de 2009

Chapada Diamantina - setembro 2009


Como disse o mestre Alípio no filme "Besouro" mesmo? Algo como: -- A morte não existe! Estar morto é apenas um viver debaixo da bota alheia.

é muito difícil mesmo se libertar, a História mostra como o ser humano tem tentado algumas vezes, mas parece que sempre volta pro mesmo lugar

nas pequenas coisa da nossa vida (que sempre parece um filme pra mim) já é difícil
como eu estou muito intro ultimamente (que saco!!!) só consigo escrever essas coisas

é difícil deixar as pessoas saírem da sua vida, deixar os sonhos mortos irem embora, deixar a vida tomar um novo rumo se você estava sobrevivendo até então do jeito que estava
é difícil mesmo
até porque, contradizendo algo que eu mesmo digo, o ser humano tem uma capacidade incrível de se adaptar a situações que não fazem bem a ele mesmo
eu mesma sempre tentando ser diferente, algumas poucas vezes conseguindo
abrindo mão de algumas coisas
mas ainda achando patético famílias classe média felizes passeando no shopping no dia de domingo, papai, mamãe e filhinhos...
outro dia numa exposição de zines na "casa de família" li um texto que escrevi num zine há uns 12 anos atrás e dei risada de mim mesma de tão radical e utópica
mas ainda conservo minha veia punk
e não vou me acomodar com uma vida, que mesmo sendo boa, não seja a que eu quero
e assim, quem quiser ficar ao meu lado será inflamado por isso
e não será deixado em paz
hehehe
porque como diz uma amiga amada
eu prefiro o caminho mais difícil, seja qual for
se for pra chegar aonde quero dentro de mim


PS* estive na maioria daqueles lugares do filme Besouro, que foi filmado grande parte na Chapada, que vontade de voltar!!!!!!!!

quarta-feira, 18 de novembro de 2009

Salvador



conheci um senhor de uns 80 e poucos anos em salvador que desenhava muito bem, conhecido no pelourinho.
ele me ensinou que quando a inspiração vem pra você e você deixa passar e não aproveita, ela passa por você e vai pra outra pessoa.
comprei uma xilogravura dele do orixá obaluaê muito bonita


existem pessoas que são caminhadas e as que caminham as que são caminhadas
ambas tem uma certa atração pela outra, uma certa inveja
e também uma paixão avessa por gente do seu próprio tipo
as que são caminhadas, vivem muito mais tempo bem numa má situação, enquanto as outras estão sempre incomodadas, mudando de lugar e querendo levar todas as outras
as que caminham adoram carregar um puta peso e ainda se orgulhar disso, enquanto as que são caminhadas têm algumas certezas invejáveis
ambas sofrem, porque o ser humano adora sofrer, hoje eu poderia estar triste
mas eu sinto uma certa culpa (apesar de ser um maldito sentimento cristão) de me sentir triste porque minha vida é muito boa pra eu me dar o luxo de me sentir triste por muito tempo


bom, acho que meu amigo de salvador tinha razão, mas não considerou as variáveis canabinóides
que podem afetar a inspiração ou deixar o cérebro lento demais pra conseguir pegá-la no ar



domingo, 15 de novembro de 2009

Cachoeira do Buracão - Chapada Diamantina




Essa cachoeira é a mais linda que eu já vi! Eu acho... Porque já vi outras muito lindas também, mas essa é sem dúvida maravilhosa. Ela fica um pouco escondida, pra chegar lá você tem que andar bastante de carro, alguns km de trilha e mais uns metros nadando, aquele sol dos infernos e os guias falando - Vai valer a pena! E com razão, vale mesmo! Fico imaginando as pessoas que descobriram essa cachoeira sem querer há sei lá quantos anos. Queria poder viver uma experiência assim.


Outro dia estava pensando nessa viagem e tentando lembrar se passou rápido ou não, porque lembro perfeitamente de minha expectativa no aeroporto prestes a embarcar em minha primeira viagem de avião e primeira viagem solo. Mas aí foi tudo tão intenso que já não sei dizer se passou rápido ou não. Lembro que eram tantas coisas pra se fazer que em uma semana era como se eu tivesse vivido experiências de uma vida. Mas no fim passou tão rápido e todas aquelas pessoas que conheci e fizeram tanto parte de minha experiência parece que participaram de um filme que eu assisti.


Álias, se eu conseguisse expressar minha interpretação do tempo, de duas uma, ou iam me considerar louca e me prescreverem medicamentos ou (talvez) pudesse perceber que alguém pode compartilhar que também pensa assim. Eu não sei...


Ontem vivi uma experiência engraçada, numa mega festa no playcenter, fazia 18 anos que não ia ao playcenter e fui em uma festa flashback e ouvi todas aquelas músicas que fizeram parte de minha infância e foi tão estranho quando me vi dançando aqueles passinhos em fileira, igualzinho na matinê da lofty e nos bailinhos da rua. Sei lá, nem sei dizer o que senti, mas ainda não caiu a ficha que tenho a idade que tenho e tenho saudades de muita coisa, mas ainda assim, mesmo parecendo sem noção não ligo de ser diferente da maioria das mulheres da minha idade e me comportar como garota muitas vezes. Realmente eu fujo desses problemas de adultos, não consigo fugir das contas e obrigações de trabalho, então de algumas eu fujo mesmo. E quer saber? FODA-SE

domingo, 8 de novembro de 2009

Poço Azul - Chapada Diamantina

Essa foto não tem nehum tratamento ou efeito, foi feita com minha câmera que é uma simples digital. Aquela pessoinha sentada na escada sou eu e o meu reflexo abaixo.
Esse lugar é indescritível, uma gruta com água super cristalina, com cerca de 60 m de visibilidade, você pode mergulhar, com cuidado, nessa água. Acho que fiquei aí mais de três horas e nem vi o tempo passar. Tem uma hora certa que esse raio de sol entra por uma única fresta e ilumina tudo, deixando tudo brilhante.

segunda-feira, 26 de outubro de 2009

ITACARÉ - BA

video


Se você trabalha num lugar insano, onde te pedem mais coisas do que um ser humano é capaz de fazer, onde a demanda é infinitamente maior que o serviço que se pode oferecer, onde os recursos são limitados, mas a dificuldade de se fazer um bom trabalho é infinita, onde é necessário mais que organização, mas também articulação, engajamento e amor pelo que se faz e se pra piorar tudo você trabalha diretamente com a vida das pessoas e suas maiores dificuldades e sofrimentos e se pra piorar mais ainda você trabalha com mais do que otimismo, mas com a utopia de que o SUS, o SUAS, a LOAS, a PNAS e outras siglas mais possam se tornar realidade;
Se você não só trabalha com isso, mas consegue conciliar sua sanidade mental e sua coerência político-ideológica, sem enlouquecer ou se tornar executor de tarefas ou alienado;
Se você vive isso ou algo parecido, com certeza vai achar que um mês por ano de férias é muito pouco, vai pensar muito antes de vender dez dias e com certeza vai precisar de férias boas, inesquecíveis, relaxantes, fora de sua realidade e em lugares renovadores.
Quem estressado faria um vídeo tosco de um caranguejo construindo sua casa?
Eu consegui, espero que o efeito dure mais um ano...

domingo, 25 de outubro de 2009

Morro de São Paulo - BA




"Ter saudades do que amamos é um bem, comparado a viver com o que odiamos."
LA BRUYÈRE

segunda-feira, 19 de outubro de 2009

Chapada Diamantina - setembro 2009




Pela data, acho que fica óbvio que não consegui relatar nada da minha viagem durante a mesma. Isso se deu por vários motivos, foi muito bom, não tive tempo, não queria ter nehum tipo de obrigação, assumi um outro eu que era mais preguiçoso que o já conhecido e tudo estava tão intenso que não conseguia trasformar em palavras.

Mas acabou e o que ficou foram as imagens e lembranças. Ainda sem muita inspiração, a única coisa que tenho a dizer sobre essa foto é que estar no Morro do Pai Inácio e ter uma visão 360 graus dessa maravilhosa região é realmente aquele velo cliché, sem palavras... É um exercício de humildade, de sentir menos importante, de dar valor mais pra algumas coisas e menos pra outras, é uma limpeza mental, uma recriação de si mesmo.

Após muitos quilometros de carro e alguns a pé, depois desse choque de visão, os guias de bom gosto desse local incluem no passeio o pôr do sol visto desse lugar. Sem pressa nenhuma, ainda faltavam uns 30 minutos para o sol intenso se esconder e assim deitei sozinha em um canto das pedras aguardando a natureza dar seu show.

Acho que não seria exagero dizer que não sou a mesma depois desse dia.


sábado, 12 de setembro de 2009

Diário de Bordo - Bahia férias 2009

Dando um upgrade ao antigo fotolog (http://www.fotolog.com.br/gigi_ecotrips), cá estou eu para compartilhar com sei lá quem minhas aventuras pelo lindo Brasil. Aos poucos tentarei trazer as fotos e textos desse fotolog para cá. Mas no momento iniciarei meu diário de bordo a partir de segunda feira (14/09/2009) na minha trip à linda Bahia.